O Bom Sabor da Serra | Devoluções e Reembolsos
Utilizamos cookies para dar uma melhor experiência e eficiência de navegação. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.
Entendi
Por favor aguarde
Devoluções e Reembolsos
Posso devolver uma encomenda completa?
Sim. Tem o direito de devolver qualquer compra num prazo máximo de 14 dias a contar da data de entrega do produto, em cumprimento com as normas estipuladas no artigo 4.º, conjugado com o artigo 2.º, alinea c) do Decreto-Lei n.º 70/2007 de 26 de março, alterdo e republicado pelo Decreto-Lei n.º 109/2019 de 14 de agosto.

Posso devolver um produto?
Sim! Pode devolver qualquer produto num prazo de 14 dias a contar da data de receção da encomenda, em cumprimento com as normas estipuladas no artigo 4.º, conjugado com o artigo 2.º, alinea c) do Decreto-Lei n.º 70/2007 de 26 de março, alterdo e republicado pelo Decreto-Lei n.º 109/2019 de 14 de agosto.
O produto deve estar completo, com todos os seus componentes e acessórios e embalagens originais em bom estado. O artigo não deve ter sinais de uso.

Existem algumas situações em que não são aceites devoluções, tais como:

     - Se tiver aberto uma embalagem selada, danificado o produto ou não tiver a caixa original do artigo;
     - Por motivos de proteção de saúde os produtos alimentares;
     - Se os bens adquiridos tiverem sido confecionados de acordo com especificações do consumidor ou personalizados;
     - Se os bens forem suscetíveis de ficarem rapidamente fora de prazo;

Os produtos comprados em "O Bom Sabor da Serra" devem ser devolvidos diretamente ao produtor  onde comprou o produto e não à Câmara Municipal.

Não tem de se preocupar, nós ajudamos e acompanhamos todo o processo, do início ao fim e se tiver alguma dúvida, pode contactar a nossa equipa de apoio.

Como posso devolver um produto?
Deve ligar para  a nossa equipa de apoio que ajudará no processo de envio pela transportadora. Os custos serão suportados pelo cliente.

Modalidades de venda: 
Venda direta a pessoas ou entidades que tenham direito a adquirir os bens